Os pequenos prazeres biblioteconômicos

O cheiro de terra molhada, o barulho dos pingos caindo no toldo, o teclado macio que faz barulho quando digita rápido e te faz parecer produtivo até mesmo quando responde uma mensagem de bom dia no chat da empresa. Ah, os pequenos prazeres do cotidiano…

A fabulosa Amélie teve um filme inteiro para falar de sua lista de pequenos prazeres, e agora, nós os bibliotecários (quase) temos um post inteiro para falar dos nossos.

Abrir a caixa de doação e descobrir que os livros doados atendem as políticas de coleção

Até arrepiou, né? Abrir aquela caixa lentamente com pouca poeira e se surpreender com os livros que realmente servem para a biblioteca. Você pega um por um e seus olhos lacrimejam. E não é de alergia. É de emoção.

A paz no coração depois da arrumação

Todos os usuários foram embora. Sobrou só você na biblioteca e então, você coloca cada coisa em seu lugar. Bem devagar. E com a sensação de dia produtivo e de contentamento. Você pega sua bolsa para ir embora, desliga tudo e admira o silêncio e a plenitude de tudo aqui (mesmo que bata um desespero logo em seguida por pensar que só você se sente assim em relação a biblioteca).

As risadas dos usuários

Pode ser por uma piada, um acontecimento engraçado na biblioteca tal como uma cadeira que cai junto com a bibliotecária, mas aquela risada que te faz cúmplice e cria uma sensação de igualdade e pertencimento.

Devolução no dia agendado

Nenhum dia antes. Nenhum dia depois. Exatamente no dia agendado.

Retorno positivo sobre o livro que foi indicado

Aquele sorriso bobo acompanhado de “adorei esse livro. Me indica outro?”.

Perceber que os usuários curtiram a atividade

Você ficou duas semanas pesquisando atividades que contemple sua comunidades. Cria material, se planeja e ora muito para todos participarem. E no final é contemplado com um “façam mais isso. Gostei demais de participar”.

Aquela pontada de felicidade quando um usuário pega um livro que você gosta mas ninguém conhece

E aí fica aquela dúvida será que foi porque falei desse livro outro dia? Será que viu no skoob? E no final o que importa mesmo é que ele vai ler.

Usuários que ultrapassam seus próprios recordes

Você pega aquela ficha e vê que ele leu mais neste primeiro semestre do que todo o ano passado.

 

Bem, no início exagerei e disse que eram os (pequenos grandes) prazeres de todos os bibliotecários, mas na verdade são só os meus mesmo já que consultei só a mim.

E agora quero saber de vocês: quais são seus pequenos grandes prazeres biblioteconômicos?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s